Projeto Rondon

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A OPERAÇÃO PORTAL DO SERTÃO

O Projeto Rondon da UFSC seleciona alunos de graduação para participar da Operação Portal do Sertão que será realizada de 26 de janeiro a 12 de fevereiro de 2023, no município de Tanquinho, BA.

Serão selecionados 12 (doze) estudantes da UFSC, sendo que 8 (oito) estarão selecionados para  participar da operação e 4 (quatro) poderão participar em caso de vacância de titulares.

Inscrições de 19 a 23 de setembro.

Para mais informações acesse o Edital nº 3/2022/PROEX.

Anexo em documento editável.

EDITAL DO MINISTÉRIO DA DEFESA PARA PARTICIPAÇÃO DAS IES NO PROJETO RONDON – JANEIRO DE 2023

 ­

Edital para Participação das Instituições de Ensino Superior para Participação na Operação “Portal Do Sertão” do Projeto Rondon (Edital nº 130/2019, do Ministério da Defesa).

Para a leitura completa do Edital – CLIQUE AQUI

Observação: Esta Operação foi postergada para janeiro 2023 em função da Pandemia de Cavid-19

Retificação do Calendário de Atividades da Operação do Projeto Rondon – Operação “Portal do Sertão” 2023CLIQUE AQUI

 

­

————————————————————————————————————————————————————————————————–

EQUIPE DA UFSC RETORNA DA OPERAÇÃO DO PROJETO RONDON  REALIZADA NO INTERIOR DO AMAPÁ (AP)

­

A equipe da Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC, que havia partido no dia 07 de julho para missão/operação do Projeto Rondon no município de Tartarugalzinho no interior do estado do Amapá (AP), retornou neste domingo, dia 24/07/2022.

A equipe constituída por um grupo de dois professores (Edmilson Rampazzo Klen – Coordenador e Ana Maria Hecke Alves – Coordenadora Adjunta) e oito alunos (Bárbara Marcilio Duarte – Odontologia, Cainan Costa de Sá Maynardes – Medicina Veterinária, Emanuela Gnecco Fernandes – Serviço Social, Flora Silveira de Figueredo – Engenharia Sanitária e Ambiental, João Lemos – Educação no Campo, Laura De Lucca Meller  Engenharia Sanitária e Ambiental, Natália Koehler – Farmácia e Thalia Gonçalves Pereira – Biologia), envidou todos os esforços desenvolvendo atividades de campo na categoria de oficinas nas áreas temáticas de Meio Ambiente, Tecnologia e Produção, Comunicação e Trabalho.

­

­

Foram 16 dias de intenso trabalho, desenvolvido no município de Tartarugalzinho situado no interior do estado do Amapá que possui uma população estimada de 17.769 habitantes e Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 0,592, considerado baixo.

Este projeto de caráter nacional tem como objetivo, viabilizar a participação do estudante universitário nos processos do desenvolvimento sustentável e de fortalecimento da cidadania, o que contribuirá expressivamente para a formação do nosso universitário.

­

Desde o ano de 2005, com o renascimento do Projeto Rondon, a UFSC participou efetivamente nas operações de campo todos os anos, contabilizando com a Operação Amapá a 30ª (trigésima) operação realizada até presente momento.

Estamos satisfeitos com o desempenho da equipe, haja vista que todos os compromissos assumidos no Acordo de Cooperação firmado entre a UFSC e a Coordenação Nacional exercida pelo Ministério da Defesa, foram plenamente executados.

­

Prof. Alcides Milton da Silva – Coordenador do Projeto Rondon na UFSC

­


 

11 DE JULHO – DIA DO RONDONISTA

­Dia 11 de julho, é comemorado o Dia do Rondonista. A data marca a primeira missão do projeto, batizada como Operação Zero que ocorreu em 1967.

­Na época, um pequeno grupo de pioneiros contou com trinta universitários e dois professores voluntários do então Estado da Guanabara, apoiados pelo Ministério do Interior e pelo Exército Brasileiro. Embarcou para Rondônia a fim atuar ao longo da estrada de rodagem que estava sendo construída em substituição à Estrada de Ferro Madeira-Mamoré que se estende por 366 quilômetros na Amazônia, ligando Porto Velho a Guajará-Mirim, construída no país, entre 1907 e 1912.

­Tão logo os estudantes retornaram de Rondônia, propuseram o prosseguimento ao trabalho iniciado no território visitado. A esse projeto deram o nome de Projeto Rondon, em homenagem ao bandeirante do século XX, o Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon.

­

UFSC e Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) junto a Brigada Foz do Amazonas – 2022

­Os rondonistas, com sua criatividade e força jovem, têm colocado, por décadas, o conhecimento científico a serviço dos desafios encontrados nas cidades brasileiras com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), maiores índices de pobreza, exclusão social, bem como áreas isoladas do território nacional que necessitem de maior aporte de bens e serviços. Essa vivência de extensão, no momento de sua educação acadêmica, tem contribuído para a formação de profissionais tecnicamente competentes e eticamente mais comprometidos com uma sociedade mais justa.

­

Prefeito Bruno Mineiro de Tartarugalzinho, prestigiando a abertura da Operação Amapá – Projeto Rondon – 2022

­

Projeto Rondon, lição de vida e cidadania, iniciativa que valoriza a solidariedade.

­Parabéns e Felicidades a todos os Rondonistas!

__________________________________________________________________________________________________________________________________

Estudantes da UFSC participam da operação do Projeto Rondon no Amapá/AP

­

­

Sob a coordenação dos professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Edmilson Rampazzo Klen e Ana Maria Hecke Alves, a equipe composta pelos estudantes Bárbara Marcilio Duarte (Odontologia), Cainan Costa de Sá Maynardes (Medicina Veterinária), Emanuela Gnecco Fernandes (Serviço Social), Flora Silveira de Figueredo (Eng. San. Ambiental), João Lemos (Educação no Campo), Laura De Lucca Meller (Eng. San. Ambiental), Natália Koehler (Farmácia) e Thalia Gonçalves Pereira (Biologia), embarcaram/partiram no Aeroporto Hercílio Luz de Florianópolis. Juntos eles passarão 15 dias participando da Operação Amapá, em Tartarugalzinho (AP), município com aproximadamente 17.800 habitantes, distante 3.245 km de Florianópolis, SC.

Para a coordenação do Projeto Rondon na UFSC, Prof. Alcides Milton da Silva, a participação dos estudantes estará contribuindo de forma positiva na área da Tecnologia e Produção, Meio Ambiente, Trabalho e desenvolvimento social da comunidade dos municípios atendidos. As áreas onde estarão atuando, são aquelas que possuem baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), maiores índices de pobreza com maiores índices de vulnerabilidade socioeconômica associada à exclusão social, bem como áreas isoladas do território nacional que necessitam de maior aporte de bens e serviços.

São locais que apresentam os piores indicadores de saúde, como mortalidade infantil, mortalidade materna, doenças e deficiência do saneamento básico, o que interfere na saúde da população. O projeto Rondon tenta levar para essas comunidades melhores condições de atendimento e equidade para população, explica. Segundo ele, o Projeto Rondon é mais que um projeto educacional e social, é uma “poderosa ferramenta de transformação social, na medida em que conscientiza jovens que terão nas mãos o destino do país e da importância do seu papel como protagonista na busca de uma sociedade mais justa.

Pela sua história e vasta abrangência de atuação no território nacional, o Rondon é um dos maiores projetos de extensão do Brasil onde os estudantes devem apresentar o caráter voluntário para fazer parte das equipes. “Eles já devem possuir essa concepção, haja vista estarem construindo uma formação profissional revestida da maior responsabilidade social”.

A UFSC tem atuado no Projeto Rondon desde a sua criação em 2005, estando presente todos os anos que operações foram desenvolvidas, sendo essa a sua 30ª participação.

______________________________________________________________________________________

Trabalhos da UFSC recebem premiações no IV Congresso Nacional do Projeto Rondon

A UFSC recebeu três prêmios no IV Congresso Nacional do Projeto Rondon (https://rederondonbahia.com.br/congresso/) realizado no período de 25 a 28/09/2019 na cidade de Ilhéus, Bahia.

O prof. Edmilson Rampazzo Klen, Assessor do Projeto Rondon na UFSC, representou a PROEX/UFSC apresentando trabalhos em conjunto com rondonistas da nossa universidade.

Na categoria ARTIGOS, o artigo “Busca pela profissão – relato da escolha e da atuação profissional dos rondonistas como incentivo à permanência escolar e ingresso no ensino superior”, foi contemplado como melhor artigo, na categoria FOTOS a UFSC ficou em segundo lugar e na categoria CAUSOS, com “Pensei mas não falei!!”, em primeiro.

 

 

______________________________________________________________________________________
Nos dias 23, 24 e 25 de setembro de 2015, a UFSC sediou o II Congresso Nacional do Projeto Rondon.

O evento teve como objetivos aprimorar as operações e seus indicadores, criar instrumentos de orientação aos docentes na condução e coordenação das operações, consolidar e compartilhar conhecimentos e divulgar o Projeto Rondon.

Participaram do congresso cerca de 300 pessoas entre apoiadores e entusiastas do Projeto Rondon (futuros e rondonistas de todos os tempos, estudantes e professores universitários) incluindo militares e toda a sociedade civil.

Os trabalhos foram apresentados nas formas de pôsteres e apresentações orais e contaram um pouco das valiosas participações dos alunos e das instituições de ensino superior no Projeto Rondon, oportunizando debates que realçaram seu passado, presente e projeções para o futuro . Alguns destes trabalhos foram selecionados e fazem parte deste número especial da Revista Extensio . Por meio deles será possível realizar um mergulho nas mais diversas vivências rondonistas pelo país.

Para ler os artigos selecionados, clique aqui.

_______________________________________________________________________________________

Em maio de 2014, o Projeto Rondon lançou sua Revista Mundo Rondon. A primeira edição divulga os trabalhos realizados no ano de 2013, onde grande parte dos textos foi redigido pelos próprios rondonistas.   Acesse Mundo Rondon.

Em julho de 2019, a Revista Participação do III Congresso Nacional do Projeto Rondon foi publicada. Nesta edição a UFSC fez parte da Comissão Técnica e foi premiada pelo artigo: Banheiro Seco como uma ferramenta educativa no Colégio Agropecuário de Natividade em Tocantins.

_______________________________________________________________________________________

Projeto Rondon

 O que é?

O Projeto Rondon, coordenado pelo Ministério da Defesa, é um projeto de integração social que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população. É realizado em parceria com diversos ministérios e tem o apoio das Forças Armadas, que proporcionam o suporte logístico e a segurança necessários às operações.

Conta, ainda, com a colaboração dos governos estaduais, das prefeituras municipais e de empresas socialmente responsáveis.As ações do projeto são orientadas pelo Comitê de Orientação e Supervisão do Projeto Rondon, criado por Decreto Presidencial de 14 de janeiro de 2005. O COS, como é conhecido, é constituído por representantes do Ministério da Defesa, que o preside, do Desenvolvimento Agrário, Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Educação, Esporte, Integração Nacional, Meio Ambiente, Saúde e da Secretaria-Geral da Presidência da República.

Objetivos

  • Contribuir para a formação do universitário como cidadão.
  • Integrar o universitário ao processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do país.
  • Consolidar no universitário brasileiro o sentido de responsabilidade social, coletiva, em prol da cidadania, do desenvolvimento e da defesa dos interesses nacionais.
  • Estimular no universitário a produção de projetos coletivos locais, em parceria com as comunidades assistidas.

O que faz o Projeto Rondon?

Os “rondonistas”, como são chamados os professores e estudantes universitários que participam do projeto, realizam atividades concentradas nas áreas de Comunicação; Cultura; Direitos Humanos e Justiça; Educação; Meio Ambiente; Agropecuária; Saúde; Tecnologia e Trabalho. Em cada município escolhido são selecionadas, através de edital, duas Instituições de Ensino Superior (IES) para desenvolverem atividades dos projetos elaborados pelas equipes.As equipes trabalham no município durante duas semanas e, após treinamentos de cerca de dois dias, na capital do estado onde irão atuar.

Assista ao vídeo institucional.

TV UFSC entrevista um dos coordenadores do Projeto Rondon na UFSC (2013).

Participações da UFSC

  • 2022
    • Operação Rondon Amapá – Tartarugalzinho – Amapá (julho 2022)
  •  2019
    • Operação João de Barro Paquetá – Piauí (12 a 28 de julho de 2019)
  •  2017
    • Operação Tocantins – Natividade – Tocantins
  • 2016
    • Operação Forte dos Reis Magos – Pedro Velho/Rio Grande do Norte
  •  2015
    • Operação Mandacaru – Baturité / Ceará (assista o vídeo)
    • Operação Itacaiúnas – Araguatins/Tocantins (assista o vídeo)
  •  2014
    • Operação Velho Monge – Alto Longá / Piauí (assista o vídeo)
    • Operação Guararapes – Pedras de Fogo / Paraíba (assista o vídeo)
  • 2013
  • 2012
  • 2011
    • Operação Rio dos Siris – Ilha das Flores / Sergipe
    • Operação Seridó – Florânia / Rio Grande do Norte
    • Operação Zabelê – Picos / Piauí
  • 2010
    • Operação Mamoré – Vale do Anari / Rondônia
    • Operação Catirina – Igarapé do Meio / Maranhão
    • Operação Centro-Nordeste – Ichu / Bahia
  • 2009
    • Operação Nordeste-Sul – Restinga Seca / Rio Grande do Sul
    • Operação Centro-Norte – Monte Alegre / Pará
    • Operação Centro-Norte – Rio Preto da Eva / Amazonas
  • 2008
    • Operação Inverno 2008 – Tomar do Geru / Sergipe
    • Operação do Xingu – Uruará / Pará
    • Operação Grão-Pará – São Caetano de Odivelas / Pará
    • Operação Grão-Pará – Joaquim Pires / Piauí
  • 2007
    • Operação Centenário da Comissão Rondon – Vitória do Jari / Amapá
    • Operação Amazônia Oriental – João Lisboa / Pará
  • 2006
    • Operação Amazônia 2006 – São Gabriel da Cachoeira / Amazonas
  • 2005
    • Operação Amazonas 2005 – São Gabriel da Cachoeira / Amazonas